26 fevereiro 2006

Quer fazer Deus rir? Faça planos.

Meu plano era ir para um certo estágio no exterior, mas isso foi tirado de mim. Meu plano era "viver felizes para sempre", mas quando um não quer, dois não permanecem casados. Meu plano era tirar umas férias depois de minha viagem à Antártica em um veleiro dobrando o Cabo Horn, mas terei que postergar isso.

Agora que é oficial, posso falar abertamente, ao invés de ficar deixando dicas subliminares no blog (O mundo muda. A gente muda...). No dia 13/2, quando estava em Punta Arenas prestes a embarcar para a Antártica, o Instituto Rio Branco me ofereceu uma das vagas para estudar no Instituto del Servicio Exterior de la Nación, Isen, a academia diplomática argentina.

Graças ao link via satélite de Ferraz, pude entrar no circuito - seria tragicamente engraçado voltar ao Brasil e descobrir que fui preterido porque não pude ser contatado. Com a ajuda dos amigos (obrigado a todos), esclareci que poderia sim me apresentar em Buenos Aires na data exigida, 1º de março, quarta-feira de cinzas, bastaria mudar minha passagem e abrir mão de meus planos de férias (o que não foi feito sem dor).

Obtido o aval da chefia, passei ainda alguns dias em ansioso suspense por uma confirmação oficial, que chegou finalmente na tarde da última sexta-feira, véspera de Carnaval. Nesse tempo todo postando, estive tenso, com a cabeça em BSB e BsAs e os pés aqui. Em algumas poucas horas embarco em um avião a caminho de Buenos Aires, onde antes de ir para algum hotel o taxista vai me levar para comprar um terno, uma gravata e um par de sapatos, pois só levo comigo meu mochilão austral.

Tudo ocorreu tão rápido, confesso que estou com frio na barriga. Tenho calafrios só de imaginar o que me espera para organizar minha mudança à distância. Não sei se foi a decisão correta, mas sei que, fosse qual fosse, eu ficaria imaginando a alternativa..."e se?". Foi uma decisão complicada porque não queria sair nessas condições, quase um fugitivo, de onde estou trabalhando agora, mas me pareceu uma oportunidade boa demais para deixar passar e, felizmente, minha chefa compreendeu isso (adoro essa mulher).

Abracei a mudança. Vocês não fazem idéia de como estou feliz aqui, eu só lamento não poder dividir este momento de forma apropriada com meus amigos. Eu preferia contar isso tudo pessoalmente, de preferência em meio a alguns chopps no Bar Brasília, ou pelo menos por email, individualmente, mas parti de BSB sem minha agenda de contatos e não sei quando terei oportunidade de retornar ao cerrado. Espalhem a notícia por favor, abraços e beijos a todos, e tomem umas por mim. Assim que eu tiver um endereço e un teléfono, vocês serão devidamente informados.

Bom Carnaval para vocês, o Explorador vai levar sua rede para Buenos Aires.


<------------->


Estamos prestes a entrar no terceiro mês de 2006. Me diverti saindo todas as noites de janeiro - caí na putaria, caí de beber e caí de amores. Em fevereiro, fiz uma viagem para a Antártica, minha obsessão, encarei uma travessia pela Passagem do Drake e fui até o Fim do Mundo, a Terra do Fogo. Em março, começo a viver em Buenos Aires. Só falta o Santos ser campeão.

Tudo conspirou a meu favor, mesmo meus momentos mais difíceis... Assim acabarei virando um fatalista, que será, será....Talvez eu tenha mesmo nascido virado para a Lua, como diz minha tia. Ou talvez tanta coisa boa seja alguma forma de compensação cósmica pela sacanagem que me foi feita em 2005. Se for o caso, já está pago, com juros - e quem saiu no lucro nessa história certamente fui eu.

Quem sabe, talvez eu até vá agradecer a falecida...

5 comentaram:

michele disse...

Vai que é tua Tafarel. Vai com tudo meu amigo e agarre e viva esta oportunidade maravilhosa que Deus lhe deu.

Beijos.
Mi.

el pupo disse...

seu rato, nos abandonou! hehehe
bom saber q vc tá feliz. dá notícia de vez em vez.
abraçón!

Lígia disse...

Quanto mais planos, mais diversão pra galera lá de cima, Lipe! Eu bem sei disso, afinal, caí aqui de pára-quedas quando achava que já estava tudo perdido!!!
Beijo

Camburizinho disse...

Meu primeiro hate-comment....já devidamente deletado, não vou ficar discutindo pela internet...mas é curioso saber que minha felicidade incomoda algumas pessoas....

Elisa disse...

Eu não sabia que vc tinha nos deixado (seguindo a minha infeliz tradição de ser a última - ou uma das últimas - a saber de certas coisas)! Que legal! Como vai o Rio Branco en español? Heheheheh. Estou em NY. Deixemos para discutir nossas modalidades alternativas de turismo depois!

Beijo,

Elisa