21 fevereiro 2006

Dia 10. One post for the road

Caiu a ficha que vou embora e bateu uma tristeza...um banzo precoce, como se eu estivesse deixando uma namorada para trás. Ao mesmo tempo, uma hesitação pelo que (eu não sei o que) vem pela frente.

Ontem segui o alpinista até a "Casinha do Cachorro", um morro atrás da Estação que proporciona uma vista fantástica da Enseada McKellar e da Baía do Almirantado. Há muitos ninhos de skuas por lá, o vento forte permitia que elas ficassem paradas a poucos metros sobre nossas cabeças sem bater as asas. Alguns minutos sentados quietinhos e elas não mais nos viam como ameaça. Fotos, fotos até perder a sensação dos dedos. Eram umas 18h e o sol resolveu dar as caras. Um presente de despedida desta ilha onde a luz é sempre ofuscante, mas o sol quase nunca aparece. Como se fosse uma ilha da ficção, sempre coberta de nuvens, inexplorada, invisível a olhos eletrônicos (o quanto da Antártica é parte de nosso imaginário?).

Foi-me dito que não é a melhor época para vir, o fim do verão, os animais migratórios já se mandaram em sua maioria, fim de temporada, sem projetos de pesquisa para acompanhar, apenas fainas de carga entre o Ary Rongel e a Estação. Bobagem, quem me conhece sabe que estou em êxtase só por estar aqui. Tive oportunidade de excursionar pelos arredores de Ferraz, acompanhar o dia-a-dia da Estação e conhecer muita gente que dedica anos de sua vida ao Programa Antártico Brasileiro.

Passar longos períodos aqui é difícil, mesmo com todo o conforto e os recursos para comunicação. Para ficar nesse isolamento, não é só necessário ter uma boa relação com os colegas, mas, principalmente, é vital estar bem consigo mesmo, "Ponto Nemo". Quem se sujeita a isso precisa ser gente boa para aturar a si mesmo nessas condições, e eu só conheci pessoas bacanas aqui.

Embarco em poucas horas para encarar o "Velho Corsário". A zona de alta pressão parece ter se firmado e esperamos uma travessia tranqüila.

O próximo post só em Ushuaia, daqui a uns 4 dias. Até lá.

4 comentaram:

Anônimo disse...

Sonhei com o Ushuaia de tanto ler esses bloguetes.. putz, triste foi acordar com essa chuva candanga-merreca-xubreca numa terça qualquer.. ahhhhhhhhhhhhhh
seja bem-vindo novamente hehehe
Janinha

Luisfel disse...

Dizem que a inveja é uma merda, mas eu queria que mais amigos meus estivessem tendo mais coisas espetaculares assim para eu me enfiar na merda da inveja, com um sorriso de satisfação nos lábios. Bom retorno, fí!!

Jenny disse...

Luis, inveja é pouco... mas tudo bem, nós temos chapada com sol, biquinis e sungas...

Felipe, putz, que fotos lindas! Te encontramos em Buenos, certo? já te passei os nossos contatos por email, vamos comemorar otras cositas más por lá!!! (estamos torcendo para que tudo dê certinho, como vc está prevendo).
beijos e bon voyage,
Jenny

Obs: dá pra trazer um pinguin na mala? Sempre quis ter um de souvenir... kkkk

el pupo disse...

fare the well na travessia, mande lembranças ao velho Francisco Drake!