26 abril 2006

Millonários 3 x 2 Marginal

Aquele imbecil do Galvão Bueno repete sempre aquele clichê horrível "O [insira aqui qualquer time] é o Brasil na Libertadores!!!", uma das maiores bobagens que já ouvi. Torço pelo meu time, quero mais que os times dos outros se ferrem na Libertadores. Fiel a esse espírito, fui hoje à cancha para torcer pelos millonários (pronuncia-se mijonários).

Como foi o jogo você verá no Globo Esporte. O Curíntia não fez nada, na única vez que encostou na bola no primeiro tempo, Tévez achou um espacinho para o gol. O River virou com dois golaços, um deles de bicicleta, ampliou no segundo com um gol chorado, mas o timinho da marginal conseguiu ainda diminuir a vantagem nos descontos, o que pode complicar para o River no jogo de volta.

E lá estava eu no Monumental (que não é tão grande quanto o nome dá a entender. Melhor, dá para ver sem binóculo), hinchando com los mijos, incrementando consideravelmente meu vocabulário "Amarillo hijo de puta, la concha de tu hermana, boluda!". Xingar o Tévez (que era do Boca, bostero) na língua da mãe dele é muito mais legal.

Fazia tempão que não me divertia tanto em um estádio. Não é assim tão diferente de ir a um estádio no Brasil, empurra-empurra, cheiro de mijo, palavrões, gritos...aquela sensação de coletividade que só pode ser gerada por uma bola na trave seguida de milhares de pessoas fazendo "Uhhhh..." juntas. Mas, sinceridade, houve algo mais. Talvez por ser santista, a torcida que consegue vaiar o time uma semana depois de ser campeão paulista, tenho a impressão que o amor pelo futebol na Argentina é mais incondicional. Não exigem tanto dos objetos de sua afeição como nós, eternos insatisfeitos com a melhor seleção do mundo. Apóiam realmente onde e como estiver o time, não param de cantar um só segundo...River ponga huevos, entre outras cantorias. Só não acompanhei os hinos que faziam referências pouco elogiosas à minha nacionalidade ...esa noche los vamos a coger todos los putos brasileros - ainda bem que só os putos, que estavam vestidos de negro do outro lado do estádio.

UPDATE 05/05: Não vi o jogo de volta, só li a respeito e ouvi os comentários por aqui, mas adorei saber que o timinho vai continuar sendo uma equipe sem passaporte, apesar do papelão da torcida...insatisfeitos em ver o time da marginal tomar uma sova em campo, foram tomar um pau da PM. Talvez por solidariedade, sei lá.

3 comentaram:

Luisfel disse...

olha, eu também odeio o corinthians, mas não dá pra torcer pra time argentino, só não torço por um acidente nuclear nos estádios porque você pode estar lá e o amigo vai fazer falta...

Bera-chan disse...

Muito bom! Se o espanhol serve pra alguma coisa, é pra fazer música brega e xingar a mãe alheia! ^__~

Camburizinho disse...

Luís, vc obviamente não entende nada de futebol. Contra o curíntia e os pó-de-arroz eu torço para quem for.